Desejo do verão: Vestido longo lindooo!

Se tem duas coisas que eu gosto MUITO e estão bem ligadas é:

– Aquele ar hippongo chic na produção (que hoje é chamado de Boho Chic, né?)

– Vestidos beeeem longos

Tenho váaarios vestidos longos no closet, e várias saias longas, que são xodós de quase 10 anos. A verdade é que muitas são oriundas das profundezas do tempo que eu adorava ficar sentada nas calçadas conversando com os hippies da cidade (oi Ana? oi Lissa? Desculpe Aurélio…).

Mas, como o tempo passa, a gente vai ficando um pouco mais decente e chique… rs

Então, mas jogando fora o passado de vergonha, vamos falar da moda verão né? Pois bem, é não é que esse ano, tudo que eu AMO desde sempre está na moda? Liberty, crochê, renda, cores docinhas… É muita alegria ver tanta coisa linda assim por aí!

E pra piorar (ou melhorar meu saldo negativo…) não é que a moda do verão promete resgatar com tudo até as saias longas e vestidos longos? É o meu céu!

E se não bastasse essa febre de máxi vestidos, e máxi saias por aí me atiçando, eis que me deparo com a imagem perfeita do céu do estilo boho chic mais lindo do universo: um lindo e sexy vestido longo de oncinha, ao mesmo tempo com um ar totalmente despojado, despretensioso e hippongo:

Me dá?

DIZ: de onde é esse vestido? Quero um agora!

(e esse corpitcho também, claro. Obrigada.)

Que produção inteira linda gente! Rasteira dourada, acessórios prata e turquesa, bolsa marrom estilo capanga sanfonada… Quer algo mais a ver com o nosso verão tropical?

É tudo tão lindo que eu nem vou falar mal do sutiã dela aparecendo nem do casaquinho feioso que espero que seja do avô dela… hehehe

Obs: a foto é do site http://lefashionimage.blogspot.com/ . Cheio de imagens lindas!

Por que os homens gostam da gente de jeans e camiseta?

Quando li um post da fofíssima Lia do Just Lia há umas duas semanas atrás, confesso que pensei “cadê a câmera?”, “tem alguém aqui em casa filmando minha rotina, só pode!”. Sério mesmo.

Enfim, resumindo o post da Lia superficialmente, ela diz que seu noivo adora quando ela está de jeans+camiseta divertida+tênis e está alheio a todas as novidades e peruices fashionistas que nós mulheres adoramos, mas que todo fofo sempre faz uns comentários sobre as roupas dela.

Pois bem… O post da Lia reflete e traduz de maneira maravilhosa o que eu passo aqui em casa com o meu noivo, o Aurélio, toooodo santo dia. Gente, me diz: por que raios a gente se emperequeta tanto, fica horas se arrumando pra sair, se SEMPRE temos que perguntar: “Tô BUNITA tchuquinho-ôôô?!”. E claro, AI dele se disser qualquer coisa que não seja um enfático “tá LINDA amoorr!”. E mais: mais AI dele ainda se não fizer nenhum comentário extra do tipo “Nossa, é novo esse seu LINDO colar? Ou “Que legal essa maquiagem DIFERENTE que você fez!”.

Ok, e nós fingimos que realmente acreditamos nesses comentários suuuuper espontâneos, não é mesmo?

A questão principal é: não estou cogitando o fato de estarmos realmente bonitas ou feias, eu queria era uma explicação antropológica/psicológica/paranormal definitiva para o fato de que assim como o noivo da Lia, o meu tem um comportamento padrão típico (nerd com comportamento padrão é pleonasmo, mas tudo bem…) que se traduz na minha pessoa

Somente receber elogios SEM EU TER QUE PERGUNTAR, ou seja, espontaneamente, quando estou com a roupa mais TOSCA e simples do mundo!

Pra ter noção do que estou falando, saca só os meus LOOKS preferidos pelo bofe Aurélio:

  • Calça jeans + blusinha branca + all star
  • Saia de malha + blusinha sem estampa + rasteirinha
  • E o campeão da simplicidade: vestido de malha podre, que uso pra limpar a casa!

Eu já pensei em mil explicações feministas e conspiratórias para esse tipo de padrão de comportamento masculino (que vi que é do Aurélio, do noivo da Lia, dos meus amigos…), pensando se é algum tipo de subordinação feminina, sinal de fragilidade, complexo de Édipo, e blá blá blá…

Mas acho que no fim desisti de tentar entender, e simplesmente continuo com aquela velha máxima que mulheres definitivamente devem se vestir para si, para sua felicidade, e para sua auto estima. Afinal, só nós entendemos o que é esse tal de skinny, open boot, pied de poule, boho, oxford, wet legging, clog e taaaantas outras frescuras legais!

E NUNCA vamos conseguir que eles entendam que esmalte vermelho não é de tia velha, que calcinha bege de fio dental é necessária e útil em certos casos, ou que manga presunto é nome de roupa, não de comida.

Enfim, assim como disse a Lia no final do seu post citando Betsey Johnson: mulheres se vestem para si e para outras mulheres, pois se nos vestíssemos para os homens, andaríamos peladas por aí o tempo todo.

Portanto, façamos sempre a nossa moda, com o nosso jeito, com as nossas preferências, nossas vontades, com o que nos deixa bem, confortáveis conosco e com o mundo. Daí, um dia ou outro, a gente coloca aquele jeans e aquela camiseta super sem graça, e ganha o dia do namorado!!!

Moda cíclica e reciclável

E você?

Inaugurando o blog, e cheia de idéias para compartilhar. Vamos nessa?

Pois então… Eu gosto de moda, gosto de saber tudo que acontece por aí.

Gosto de saber o que está sendo lançado, o que apareceu em cada desfile, gosto de pensar sobre o que foi criado de novo nas passarelas internacionais e nacionais. E mais ainda, sobre o que foi tirado da tumba dos anos 30, 50, 60… Ou mesmo de 3, 4 anos atrás (não é bem assim que acontece???). A moda felizmente (ou infelizmente, depende da visão e interesse) é cíclica e reciclável.

Eu, particularmente, acho isso lindo, prazeroso, e sobretudo, ecologicamente e socialmente correto (com o mundo e com o nosso bolso!). E quem tem estilo e atitude (como muitas mulheres lindas que vemos por aí) sabe tirar láaaa do fundo do baú uma peça linda, e usá-la tranquilamente com o maior estilo próprio, e estando “na moda”! Mesclando, misturando, fazendo um tudo-junto-e-misturado-com-noção-e-auto-conhecimento, tornando o retrô e o vintage atemporais, e lindos e antenados com o seu estilo pessoal e as novas tendências.

E o melhor de tudo isso: gastando nada e sendo super fashion.

Eu não sou nenhum exemplo fenomenal de estilo, mas humildemente eu digo: ADORO um brechó bem baratinho, ou assaltar o armário da minha mãe e da minha vó… Como as roupas antigas tem um acabamento lindo e bem feito, vocês não acham?

Beijos!